Capitalismo Monopolista e Serviço Social

Capitalismo Monopolista e Serviço Social

Sinopse

Este livro tematiza o surgimento da profissão, vinculando a sua história à emergência do Estado burguês na idade do monopólio, aos projetos das classes sociais fundamentais e à execução das políticas sociais. Discute também a estrutura teórico-prática do Serviço Social fundada em peculiar sincretismo.

Quem ouviu esse, ouviu também:


Capítulos

  • Dedicatória

    Duração: 24s

  • Nótula do autor à terceira edição

    Duração: 06min

  • Apresentação

    Duração: 02min

  • Capítulo 1 - As condições histórico-sociais da emergência do Serviço Social

    Duração: 03min

  • 1.1. Estado e “questão social” no capitalismo dos monopólios

    Duração: 36min

  • 1.2. Problemas sociais: entre o “público” e o “privado”

    Duração: 42min

  • 1.3. Os projetos decisivos dos protagonistas histórico-sociais

    Duração: 36min

  • 1.4. A emergência do Serviço Social como profissão

    Duração: 32min

  • Capítulo 2 - A estrutura sincrética do Serviço Social

    Duração: 03min

  • 2.1. Serviço Social: fundamentos “científicos” e estatuto profissional

    Duração: 12min

  • 2.2. Serviço Social e sincretismo

    Duração: 18min

  • 2.3. O sincretismo e a prática indiferenciada

    Duração: 21min

  • 2.4. Serviço Social como sincretismo ideológico

    Duração: 45min

  • 2.5. Serviço Social como sincretismo “científico”

    Duração: 45min

  • Apêndice à terceira edição: cinco notas a propósito da “questão social”

    Duração: 26min