Cbn Pelo Mundo - Adriana Carranca

Sinopse

Conflitos, a geopolítica mundial e a correlação de forças entre as potências.

Episódios

  • Pandemia e outras questões de saúde influenciam eleitores no EUA

    Pandemia e outras questões de saúde influenciam eleitores no EUA

    31/10/2020 Duração: 12min

    Pesquisas mostram que idosos que votaram em Trump na última eleição podem optar por Biden no próximo pleito. Mas esse grupo de eleitores é exceção. A maioria não deve mudar de escolha porque a polarização é muito grande.

  • Não é de hoje que a França é alvo de ataques classificados como terrorismo

    'Não é de hoje que a França é alvo de ataques classificados como terrorismo'

    29/10/2020 Duração: 13min

    Adriana Carranca comentou o ataque a faca que deixou três mortos na manhã desta quinta-feira na Basílica de Notre-Dame em Nice, no Sul da França. O suspeito, um homem de 21 anos, foi baleado pela polícia e depois preso. A comentarista também analisou o aumento dos casos do novo coronavírus na Europa e o cenário das eleições presidenciais nos EUA.

  • Numa eleição de decididos e surdos, debate parece não fazer efeito nos EUA

    Numa eleição de 'decididos e surdos', debate parece não fazer efeito nos EUA

    24/10/2020 Duração: 16min

    Para Adriana Carranca, a poucos dias de escolher o presidente para os próximos 4 anos, eleitorado americano se mostra polarizado como nunca. Em grande parte, por causa da desinformação e da influência das fake news nos últimos tempos. Apesar do último debate mais civilizado, pesquisas mostram que eleitores de Donald Trump e Joe Biden já estão convictos do voto. Ouça o comentário.

  • Segundo debate na corrida presidencial nos EUA vai causar pouco efeito no eleitor

    'Segundo debate na corrida presidencial nos EUA vai causar pouco efeito no eleitor'

    22/10/2020 Duração: 16min

    Adriana Carranca falou sobre a expectativa para o segundo e último debate da disputa pela presidência dos Estados Unidos. A comentarista afirmou que a maioria dos norte-americanos já sabe em quem vai votar e não muda de candidato. Segundo pesquisas, o número de indecisos nunca foi tão baixo.

  • Liberdade religiosa não pode ser uma desculpa para aceitar ataques como o que ocorreu na França

    Liberdade religiosa não pode ser uma desculpa para aceitar ataques como o que ocorreu na França

    17/10/2020 Duração: 12min

    Professor de história que exibiu caricaturas de Maomé durante uma aula sobre liberdade de expressão, nos arredores de Paris, foi decapitado.

  • Não dá para a gente dizer que a pandemia está controlada

    'Não dá para a gente dizer que a pandemia está controlada'

    15/10/2020 Duração: 14min

    Vários países europeus vêm registrando não só aumento de casos de Covid-19 - o que poderia ser explicado por crescimento na quantidade de testes -, mas também de mortes e internações por causa da doença. Adriana Carranca detalha como está a situação em locais como França, Portugal e Reino Unido. Ela comenta também a situação dos EUA, tanto de saúde quanto eleitoral. 'O que a gente precisa nos Estados Unidos é discutir políticas públicas', defende.

  • Trump volta ao negacionismo para manter a base eleitoral

    'Trump volta ao negacionismo para manter a base eleitoral'

    10/10/2020 Duração: 10min

    Depois de ser infectado pela Covid-19, o presidente americano, mais uma vez, minimiza a doença e já faz o primeiro encontro público na Casa Branca, embora isso não seja recomendado por especialistas. Adriana Carranca também comenta o prêmio Nobel da Paz, que foi para o Programa Mundial de Alimentos para Nacões Unidas. Para ela, o comitê do prêmio 'passou uma mensagem em defesa das agências multilaterais', nas quais se inclui a Organização Mundial da Saúde, constantemente atacada durante a pandemia.

  • Era um debate entre duas Américas

    'Era um debate entre duas Américas'

    08/10/2020 Duração: 16min

    Kamala Harris (Democratas) e Mike Pence (Republicanos) se encontraram no debate pela eleição presidencial americana. A postura da vice da chapa de Joe Biden chamou atenção pela sua calma; para Adriana Carranca se trata de uma estratégia para conquistar o eleitorado moderado e conservador. 'Ela estava tentando atrair as mulheres brancas, conservadoras', diz. A comentarista destaca também a disparidade entre as duas candidaturas: 'a América masculina, branca e conservadora e uma América mais miscigenada, de negros, imigrantes'.

  • Infecção de Trump por coronavírus gera clima de incerteza nos EUA

    Infecção de Trump por coronavírus gera clima de incerteza nos EUA

    03/10/2020 Duração: 14min

    Há muita especulação porque a Casa Branca tem dado informações desencontradas sobre o real estado de saúde do presidente. Adriana Carranca comenta os reflexos dessa situação na corrida presidencial.

  • Debates presidenciais terão novas regras nos EUA

    Debates presidenciais terão novas regras nos EUA

    01/10/2020 Duração: 06min

    O primeiro debate entre Donald Trump e Joe Biden pela corrida presidencial americana não teve bons resultados. Trump interrompeu Biden e o moderador 128 vezes em 90 minutos do evento. Além disso, segundo as equipes de checagem dos Estados Unidos, foi constatada 'uma avalanche de mentiras' em todas as falas do presidente. A comissão dos debates decidiu, então, mudar as regras. Para o próximo, em 15/10, já será válida a primeira mudança: o corte do microfone de um dos candidatos enquanto o outro discursa.

  • Pró-armas e contra o aborto, Amy Coney Barrett agrada eleitorado de Trump

    Pró-armas e contra o aborto, Amy Coney Barrett agrada eleitorado de Trump

    26/09/2020 Duração: 07min

    Ultraconservadora católica deve ser a indicada pelo presidente Donald Trump para a vaga na Suprema Corte, aberta após a morte da progressista Ruth Bader Ginsburg. Segundo Adriana Carranca, escolha consolida esforço de Trump para garantir maioria conservadora não só na instância suprema da Justiça americana, como também em outros tribunais federais.

  • Velório de Ruth Ginsburg na Suprema Corte tem homenagens à juíza e vaias para Trump

    Velório de Ruth Ginsburg na Suprema Corte tem homenagens à juíza e vaias para Trump

    24/09/2020 Duração: 18min

    Ginsburg morreu aos 87 anos, na semana passada, por causa de complicações de um câncer no pâncreas. Grupo de presentes gritou pedindo que a vontade da juíza seja respeitada; ela queria que seu substituto fosse escolhido depois das eleições, mas o presidente já falou que deve indicar o novo membro da Suprema Corte neste sábado. Adriana Carranca também fala sobre a tentativa de Trump de demonizar a votação pelos correios, o que já é muito comum no país, independente da pandemia.

  • Bolsonaro deve criticar OMS na Assembleia Geral da ONU

    Bolsonaro deve criticar OMS na Assembleia Geral da ONU

    19/09/2020 Duração: 21min

    Na terça-feira, reunião de representantes de 193 países será virtual. O presidente brasileiro fará o primeiro discurso, como é tradicional. Ele deve reforçar seu alinhamento a Donald Trump e criticar multilateralismo. Bolsonaro também vai negar a dimensão das queimadas no Pantanal.

  • Aumento nos casos de Covid-19 preocupa autoridades europeias

    Aumento nos casos de Covid-19 preocupa autoridades europeias

    17/09/2020 Duração: 17min

    Adriana Carranca explica que vários países europeus têm registrado um novo aumento nos casos de Covid-19. Autoridades da França, da Espanha e do Reino Unido, por exemplo, já cogitam impor medidas mais rígidas de isolamento. Enquanto isso, nos Estados Unidos, surgem novas denúncias de violações dos direitos humanos em centros de detenção de imigrantes. Acordo entre Israel e países árabes também está entre os destaques.

  • Revelação de que Trump minimizou gravidade da Covid-19 não deve alterar quadro eleitoral

    Revelação de que Trump minimizou gravidade da Covid-19 não deve alterar quadro eleitoral

    12/09/2020 Duração: 10min

    Para Adriana Carranca, sociedade americana está bastante polarizada e postura errática do presidente diante da pandemia não muda a cabeça do seu eleitorado. Afinal, uma parte da sociedade o apoia mesmo sabendo de polêmicas envolvendo a figura dele. Nesta semana, entrevistas do jornalista Bob Woodward - famoso pelo caso Watergate - com Trump foram divulgadas. Nelas, o líder americano admite que escondeu gravidade do novo coronavírus para 'não gerar pânico'.

  • Para Trump, mentira era estratégia política

    Para Trump, 'mentira era estratégia política'

    10/09/2020 Duração: 18min

    Declarações de Trump reveladas por um jornalista norte-americano mostram que o presidente dos EUA sabia da gravidade da Covid-19, mas minimizou os riscos. Para Adriana Carranca, episódio deixa claro que Trump tem apostado em mentiras. Incêndios na Califórnia, repercussão internacional dos problemas ambientais brasileiros e conflitos na Bielorrússia também estão entre os destaques do CBN Pelo Mundo.

  • Tendência de politização das vacinas gera riscos

    Tendência de 'politização' das vacinas gera riscos

    05/09/2020 Duração: 15min

    Uma pesquisa mostrou que 30% dos americanos não tomariam vacina criada na Rússia mesmo se ela fosse autorizada pelo FDA, órgão sanitário dos EUA. Entre as razões que explicam a rejeição estão as campanhas contra entidades científicas lideradas por líderes como Trump.

  • As convenções não mudaram a opinião de ninguém

    'As convenções não mudaram a opinião de ninguém'

    03/09/2020 Duração: 17min

    Após as convenções dos partidos Democrata e Republicano, Adriana Carranca comenta as pesquisas de intenção de voto para a presidência dos Estados Unidos. A primeira pesquisa nacional de intenção de voto, logo após os eventos, foi feita pela The Economist junto com um instituto de pesquisa. Joe Biden aparecia com 51% das intenções dos votos populares e Donald Trump com 40%. Resultados que acompanharam as pesquisas feitas antes das convenções, de acordo com a margem de erro. 'As convenções não mudaram nada, não mudaram a opinião de ninguém', analisa Carranca.

  • Campanha eleitoral dos EUA ganha tom de bem contra o mal e reforça polarização

    Campanha eleitoral dos EUA ganha tom de 'bem contra o mal' e reforça polarização

    29/08/2020 Duração: 13min

    Com as convenções dos partidos Republicano e Democrata concluídas, campanha chega ao seu momento mais decisivo. De um lado, Donald Trump e Mike Pence, que representam o empresariado e o conservadorismo religioso. Do outro, Joe Biden e Kamala Harris, que miram as classes menos abastadas e as minorias. Na visão de Adriana Carranca, apesar do tom mais raivoso dos republicanos, ambos os lados tentam colocar o adversário como uma 'ameça ao país'.

  • Nos EUA, Partido Republicano aposta no discurso de controlar o caos para ganhar votos

    Nos EUA, Partido Republicano aposta no discurso de 'controlar o caos' para ganhar votos

    27/08/2020 Duração: 12min

    Hoje é a última noite da convenção do partido, que tenta se manter na Casa Branca com Donald Trump. Adriana Carranca diz que a intenção é jogar com o temor da população frente aos protestos antirracistas, o que é contraditório, já que toda a violência alardeada pelos republicanos acontece sob um governo do próprio partido.

página 1 de 2

Informações: