Política

Política

Sinopse

Comentários de Arnaldo Jabor, Fernando Gabeira, Kennedy Alencar, Lourival Sant'Anna, Merval Pereira, Renata Lo Prete e Wálter Maierovitch, além dos quadros Época em Destaque e da Rádio Sucupira

Quem ouviu esse, ouviu também:


Episódios

  • O problema não é demitir, o problema foi ter nomeado um sujeito completamente desequilibrado
    'O problema não é demitir, o problema foi ter nomeado um sujeito completamente desequilibrado'
    Duração: 09min | 17/01/2020

    Merval Pereira analisa os desdobramentos do pronunciamento do secretário especial de Cultura, Roberto Alvim, com citação nazista. 'Cultura não é governo que faz, cultura é o povo que faz'. Ele destaca que 'o problema é ficar usando malucos desse tipo para tentar impor uma filosofia de governo que não pode ser imposta, tem que ser negociada'. Merval acrescenta que 'é muito difícil ter pessoas qualificadas que pensem da maneira que o presidente pensa’.

  • Planalto informa que Roberto Alvim será afastado após discurso nazista
    Planalto informa que Roberto Alvim será afastado após discurso nazista
    Duração: 06min | 17/01/2020

    O anúncio da demissão do secretário de Cultura deve ser feito pelo porta-voz da Presidência da República, após reunião do presidente Bolsonaro com ministros que acontece em Brasília. A fala de Roberto Alvim causou uma onda de indignação no meio político, entre artistas e até entre apoiadores do governo. É grande a pressão para o afastamento imediato do secretário. Alvim se inspirou no discurso de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda da Alemanha nazista, para anunciar uma nova premiação cultural no Brasil, o Prêmio Nacional das Artes.

  • Todo mundo que tem interesse na Cedae sabe da questão grave de saneamento
    'Todo mundo que tem interesse na Cedae sabe da questão grave de saneamento'
    Duração: 14min | 17/01/2020

    Berenice Seara fala sobre os desdobramentos da crise da água no Rio de Janeiro. Berenice acrescentou que o governador Wilson Witzel disse que conta com o dinheiro da privatização da Cedae para investir no saneamento básico nos locais de captação da água no estado do Rio atendidos pela Cedae.

  • Odorico também não tem boa relação com a imprensa de Sucupira
    Odorico também não tem boa relação com a imprensa de Sucupira
    Duração: 03min | 17/01/2020

    'Não posso admitir que a imprensa sadia venda menos do que a doentia'. Odorico pensa em uma forma de neutralizar os prejuízos que um artigo causou a ele. Por aqui, Bolsonaro pede que jornalistas tomem vergonha na cara e deixem o governo em paz.

  • Juiz de garantias: decisão de Toffoli levanta mais incertezas jurídicas
    Juiz de garantias: 'decisão de Toffoli levanta mais incertezas jurídicas'
    Duração: 10min | 17/01/2020

    Andreia Sadi falou sobre a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, de adiar por seis meses a aplicação da regra do juiz de garantias. 'Está longe do fim essa discussão'. Andreia Sadi acrescenta que essa discussão ainda vai parar no plenário do Supremo Tribunal Federal. O ministro Marco Aurélio Mello defende isso desde o começo, mesmo antes da decisão de Toffoli. Marco Aurélio é favorável ao juiz de garantias

  • O presidente tem uma comunicação que mais atrapalha que ajuda
    'O presidente tem uma comunicação que mais atrapalha que ajuda'
    Duração: 07min | 16/01/2020

    Guilherme Amado comenta sobre a crise envolvendo o chefe da Secom (Secretaria de Comunicação), Fabio Wajngarten. O caso foi revelado pela 'Folha de São Paulo' e mostrou um possível desvio de verbas da comunicação para empresas que Wajngarten é sócio. Guilherme lembra as diversas polêmicas em torno da comunicação do governo e diz que 'é mais uma crise'.

  • Bolsonaro nunca se importou em combater a corrupção
    'Bolsonaro nunca se importou em combater a corrupção'
    Duração: 14min | 16/01/2020

    Kennedy comenta a polêmica envolvendo o secretário de Comunicação Social da Presidência Fabio Wajngarten. Nesta quinta, Bolsonaro disse que ele fica no cargo. 'Me parece evidente que há conflito de interesse na situação do secretário, que se choca com o discurso de campanha do Bolsonaro de combate à corrupção. Ele usou essa bandeira para ter ganho eleitoral'. A conduta do secretário foi questionada após reportagem da Folha revelar que ele é dono de empresa que tem contratos com grupos que recebem verba do Planalto. O jornalista ainda fala sobre sua futura coluna, 'Pastoral Americana', que irá abordar eleições presidenciais dos EUA.

  • Presidente quer fazer uma Serra Pelada por aí
    'Presidente quer fazer uma Serra Pelada por aí'
    Duração: 11min | 16/01/2020

    Sérgio Abranches fala sobre a divulgação do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) de aumento de 85% no desmatamento na Amazônia, na comparação com 2018. Ele ainda salienta que os dados do Deter, já contando 2020, mostram um crescimento ainda maior. O comentarista também destaca o relatório feito por Nasa, NOAA (Administração Oceânica e Atmosférica dos EUA) e o Escritório de Meteorologia do Reino Unido, que destacou os anos 10 como os 'mais quentes da história'.

  • Adiar juiz de garantias foi uma decisão correta do Toffoli se curvando à realidade
    Adiar juiz de garantias 'foi uma decisão correta do Toffoli se curvando à realidade'
    Duração: 08min | 16/01/2020

    Merval Pereira analisou a decisão do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, de adiar por seis meses a implementação do juiz de garantias. Toffoli também suspendeu a aplicação para alguns casos e determinou ainda que o juiz de garantias só passe a atuar em novos casos. Segundo Merval, a postura também mostra que a aprovação do juiz de garantias foi uma decisão apressada de Bolsonaro.

  • Moro é a figura mais perigosa para a democracia brasileira
    'Moro é a figura mais perigosa para a democracia brasileira'
    Duração: 09min | 15/01/2020

    Kennedy Alencar comenta sobre a decisão da justiça em rejeitar a denúncia do ministro da Justiça, Sérgio Moro, contra o presidente da OAB Felipe Santa Cruz. De acordo com ele, 'é um freio importante ao autoritarismo de Moro'. Em pauta, também, a formalização do apoio americano à entrada do Brasil na OCDE. Segundo o comentarista, 'não é uma parceria com os Estados Unidos, mas uma submissão a Trump'.

  • É boa a ideia de convocar os militares da reserva para o INSS
    'É boa a ideia de convocar os militares da reserva para o INSS'
    Duração: 07min | 15/01/2020

    Merval comenta convocação do Exército para acelerar trabalhos no INSS e reduzir a fila de 2 milhões de usuários à espera de atendimento. 'A medida é boa, porque o governo errou ao não prever que a reforma da Previdência faria com que muitos procurassem o INSS. Muita gente resolveu se aposentar antes da reforma'. Ele acredita ser positiva a preocupação em fiscalizar os benefícios, pelo alto índice de fraudes. O problema é que fazer o pente fino ao mesmo tempo em que disparam pedidos de benefícios leva ao quadro atual, em que 'empacou' a concessão de pedidos.

  • A Cedae continua sendo cuidada de forma política
    'A Cedae continua sendo cuidada de forma política'
    Duração: 12min | 15/01/2020

    Berenice Seara fala do problema da qualidade da água da Cedae e a demora do governador em se pronunciar sobre o caso. Witzel está de férias e se manifestou pelo Twitter após 12 dias do consumidor ter detectado o problema. O presidente da Cedae, Helio Cabral, foi indicado pelo presidente do PSC, mesmo partido do governador. O presidente do PSC é o pastor Everaldo, o mesmo que já mandava na Cedae na época de Garotinho. 'A gente anda em círculos quando se fala na Cedae'.

  • Paulo Guedes tem muito gogó, mas pouco faz
    'Paulo Guedes tem muito gogó, mas pouco faz'
    Duração: 10min | 14/01/2020

    Kennedy comenta sobre as longas filas de espera do INSS. Atualmente, cerca de 2 milhões de beneficiários aguardam por algum tipo de benefício. Ele critica o ministro da economia Paulo Guedes que, na sua visão, 'é o responsável por essa crise'. Analista ainda repercute as críticas do presidente Jair Bolsonaro sobre o filme 'Democracia em Vertigem', indicado ao Oscar de Melhor Documentário. Kennedy diz que 'o presidente deveria assistir' ao filme e entender melhor as posições contrárias. Em pauta, ainda, a criação da nova sigla de Bolsonaro: 'não podemos achar que faz sentido usar dinheiro público para criar um partido neo-fascista'.

  • A escolha do documentário é um recado de Hollywood para o governo brasileiro
    'A escolha do documentário é um recado de Hollywood para o governo brasileiro'
    Duração: 06min | 14/01/2020

    O filme ‘Democracia em Vertigem’ foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário. A esquerda está usando a indicação do documentário para dizer que a academia americana está reconhecendo que o impeachment da Dilma foi um golpe. Merval disse que o PT se aproveita da situação para tirar ganhos políticos. 'Não há nenhuma intenção da Academia de apoiar Lula ou Dilma, o que há na verdade é uma imensa posição contrária no mundo ocidental com relação ao governo Bolsonaro'.

  • A gente precisa ter mais clareza de que estamos vivendo uma emergência climática e política
    'A gente precisa ter mais clareza de que estamos vivendo uma emergência climática e política'
    Duração: 10min | 14/01/2020

    Sérgio Abranches fala sobre os incêndios na Austrália e o uso do termo emergência climática. 'A mudança climática já está entre nós e, por isso, se transformou em uma emergência'. Ele explica que será necessária uma ação forte nos próximos anos para enfrentar essa situação. Os governos serão forçados pela própria sociedade a fazer alguma coisa.

  • O mundo está numa espécie de luto democrático
    'O mundo está numa espécie de luto democrático'
    Duração: 14min | 13/01/2020

    O quadro 'A Política como ela é' conversou com a cineasta Petra Costa, diretora do filme 'Democracia em vertigem', indicado para o Oscar 2020 como Melhor Documentário. Ela avalia o cenário atual com a eleição do presidente Bolsonaro e fala sobre a ligação, em sua opinião, entre o atual momento político e o impeachment da então presidente Dilma Rousseff, que é o tema central da obra. 'Quando não se aceita o resultado das eleições de 2014, abre-se uma caminho para uma erosão democrática que acarreta ma eleição de Bolsnoaro. Em um ano de tanto ataque ao cinema nacional, é muito bom ter esse reconhecimento internacional que mostra que esta não é uma história só brasileira', avalia.

  • Novo partido não deve disputar eleição, o que deixa presidente em situação confortável
    'Novo partido não deve disputar eleição, o que deixa presidente em situação confortável'
    Duração: 05min | 13/01/2020

    Bolsonaro anunciou que deve percorrer nada menos que 21 estados em busca de apoio para criação de seu novo partido, o Aliança pelo Brasil. 'Formalmente, ele vai viajar para atividades da Presidência. Não vai ficar pedindo assinatura. Mas, claro, a presença dele nos estados favorece o processo. A programação de viagens tem muito a ver com isso. Eu acredito que ele não esteja muito preocupado com estas eleições municipais. Ele deve estar confortável com isso, porque não se arrisca e não se expõe'.

  • Os bastidores do PSL após o racha com o clã Bolsonaro
    Os bastidores do PSL após o racha com o clã Bolsonaro
    Duração: 17min | 10/01/2020

    Berenice Seara destaca que, no Brasil, o partido sofre as consequências desse rompimento. Aqui no Rio, quem estava com Bolsonaro e saiu do partido acabou perdendo. A executiva estadual atualmente é dominada pelo PSL pró Witzel e Bivar. Candidatos a prefeitos já foram escolhidos em várias cidades.

  • Terroristas estão à solta em Sucupira!
    Terroristas estão à solta em Sucupira!
    Duração: 03min | 10/01/2020

    Odorico garante que não tem medo de 'badernistas' e confirma alinhamento em relação aos americanos. Em inglês, ele afirmou que 'o que é bom para os Estados Unidos, é bom para Sucupira'.

  • Tom do Itamaraty na crise do Irã irritou ministros da ala militar que queriam postura mais neutra
    'Tom do Itamaraty na crise do Irã irritou ministros da ala militar que queriam postura mais neutra'
    Duração: 10min | 10/01/2020

    Andreia Sadi fala sobre a situação entre Irã e Estados Unidos e a maneira como o Brasil se comportou em relação à crise entre os dois países. 'O que a gente pode tirar desse episódio é que ficou cada vez mais clara essa guinada da política externa do governo brasileiro'. Ela acrescenta que neste episódio foi possível ver uma oposição da ala ideológica com a ala militar.

  • A ausência de um embaixador no ápice da crise entre Irã e EUA
    A ausência de um embaixador no ápice da crise entre Irã e EUA
    Duração: 06min | 09/01/2020

    Participação do embaixador do Brasil no Irã Rodrigo Azeredo está sendo zero neste episódio da grave crise entre o país do Oriente Médio e os EUA. Guilherme Amado explica: 'ele estava no Rio de Janeiro quando foi diagnosticado com uma pneumonia séria. Ele está internado e incomunicável. A cúpula do Itamaraty sequer conseguiu falar com o embaixador neste período'.

  • Weintraub é síntese da miséria política e intelectual do Brasil nestes tempos de Bolsonaro
    'Weintraub é síntese da miséria política e intelectual do Brasil nestes tempos de Bolsonaro'
    Duração: 10min | 09/01/2020

    Kennedy Alencar comenta os erros de português do ministro da Educação Abraham Weintraub, que postou a palavra impressionante com 'c'. 'Faz tempo que o Weintraub e outros ministros maltratam o idioma. Mas o pior é maltratar a educação brasileira. Ele é grosso, despreparado, arrogante, infantil e deslumbrado. Reúne todos os defeitos que um ministro não deve ter'.

  • Alta tecnologia atenta à sustentabilidade
    Alta tecnologia atenta à sustentabilidade
    Duração: 14min | 09/01/2020

    Sérgio Abranches fala sobre a CES, maior evento de tecnologia do mundo, que acontece nos EUA e que, há algum tempo, tem tido preocupação com a sustentabilidade. 'O que mais chamou atenção lá foram as soluções de mobilidade urbana. A Sony, por exemplo, chegou com um carro elétrico completo e com tecnologia mais avançada do que os outros carros estão usando'.

  • Grupo reage à criação da figura do juiz de garantias
    Grupo reage à criação da figura do juiz de garantias
    Duração: 02min | 09/01/2020

    A criação da figura do juiz de garantias, que tem o apoio explícito do presidente do STF ministro Dias Toffoli, continua no centro das discussões jurídicas e políticas. Um grupo de cem juízes e advogados apresentou uma moção contra a constitucionalidade da proposta, da forma com que foi apresentada. Acompanhe no comentário de Merval Pereira.

  • Bolsonaro teve uma posição de vassalagem, de submissão
    'Bolsonaro teve uma posição de vassalagem, de submissão'
    Duração: 12min | 08/01/2020

    Kennedy Alencar comenta as repercussões ao discurso do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre a crise entre o país da América do Norte e o Irã. 'Ao que parece, ele abaixou a bola. Mas, no discurso de Trump, cabe tudo. Estes líderes de direita e extrema-direita são muito imprevisíveis. Podem dizer uma coisa num dia e desdizer no outro. Num dia, (Trump) está mandando matar o Qassem Soleimani e, no outro, propondo a retomada do acordo nuclear que ele mesmo dinamitou.'

  • EUA x Irã: é uma visão imediatista e burra apoiar um ataque desse
    EUA x Irã: 'é uma visão imediatista e burra apoiar um ataque desse'
    Duração: 09min | 08/01/2020

    Merval Pereira analisa a escalada de violência entre Estados Unidos e Irã e a postura do Brasil em relação ao conflito. Bolsonaro recuou após declarações polêmicas. ‘Presidente e chanceler reagem com o fígado, antes de reagir com visão geopolítica. É inacreditável'. Merval acrescenta que o Brasil não tem que ser parte de uma crise no Oriente Médio. 'Sempre que você faz política externa pensando na sua ideologia, você erra'.

  • Hoje em dia temos mais burocracia e menos estrutura
    'Hoje em dia temos mais burocracia e menos estrutura'
    Duração: 15min | 08/01/2020

    Berenice Seara citou burocracia excessiva na liberação dos blocos de rua. Ela destaca que existe a necessidade de organizar, mas é preciso também banheiro químico, lixeira. ‘Hoje em dia temos mais burocracia e menos estrutura’. Sobre a crise financeira da Prefeitura do Rio, Berenice falou sobre as perspectivas para esse ano. Segundo ela, a solução mágica apresentada pelo secretário Cesar Barbieiro seria a securitização de dívidas que contribuintes têm com o município. Berenice também falou sobre a crise envolvendo a Cedae, com reclamações de moradores do Rio sobre a qualidade da água.

  • ‘Bolsonaro pode ser tudo, menos estadista, ele não se comporta como presidente’
    ‘Bolsonaro pode ser tudo, menos estadista, ele não se comporta como presidente’
    Duração: 10min | 07/01/2020

    Kennedy Alencar comenta as repercussões em torno da crise deflagrada pela morte do líder iraniano pelo governo Donald Trump. Hoje, o presidente Bolsonaro fez questão de dizer que as relações comerciais de Brasil e Irã estão mantidas. ‘Ele tenta consertar um erro (ao dizer isso). Mas este comércio depende das boas relações entre os países e das necessidades dos dois’. Para o analista, Bolsonaro diz que se reserva ao direito de estadista para comentar a crise entre Irã e EUA, no entanto, nunca se comporta como tal. O presidente brasileiro se apressou em defender Donald Trump, que ordenou a morte de Qasem Soleimani.

  • Política internacional do Brasil nunca foi de apoiar gestos polêmicos
    'Política internacional do Brasil nunca foi de apoiar gestos polêmicos'
    Duração: 06min | 07/01/2020

    Merval Pereira analisa a postura do governo brasileiro de tomar partido dos Estados Unidos diante do conflito com o Irã. 'Foi uma atitude desnecessária e coloca em risco não só a relação comercial com o Irã como a segurança do país'. Ele acrescenta que nesses conflitos regionais não é preciso tomar posição. Merval destaca que a atitude mostra despreparo da nossa diplomacia.

  • O que Brasil e Austrália têm em comum?
    O que Brasil e Austrália têm em comum?
    Duração: 09min | 07/01/2020

    Os incêndios florestais no Brasil e na Austrália têm causas distintas. Mas, Sérgio Abranches explica que são dois países com governos conservadores, quase reacionários, que se recusam a tomar qualquer medida com relação a mudança climática e negam a existência do problema.

Informações: